Press "Enter" to skip to content

Como mudar comportamentos que impedem o sucesso?

Equipe de Desenvolvimento 0

Olá Empreendedor(a) Educacional,

“As pessoas são contratadas pelas suas habilidades técnicas, mas são demitidas pelos seus comportamentos.” (Peter Drucker)

Essa frase faz sentido para você?

Não somente essa situação citada, mas existem outras como, por exemplo, perder um amor, um amigo, um negócio, um cliente, quando dizem: você não muda!  

Isso acontece, porque não temos consciência do quanto está nos fazendo mal, pois acreditamos que o comportamento inadequado atrapalha somente os outros e por ter a crença que não precisa agradar ninguém, a pessoa não muda e esse pode ser um dos fatores que está atrapalhando o desenvolvimento, pois na verdade esse tipo de comportamento está sabotando o seu sucesso.

Para mudar é necessário sair da zona de conforto, reconhecer seus limites e estar disposto a enfrentar a mudança, que às vezes, pode ser dolorida, pois mudanças requerem esforços e treinamento. Muito treinamento! Vou mostrar como também é possível treinar comportamento.

Para saber se o seu comportamento está afetando a sua vida, basta verificar o porquê continua fazendo as coisas do mesmo jeito e não chegando a lugar algum, reclamando que nada está dando certo em sua vida e jogando a culpa nos outros. Quando isso acontece, está na hora de dar um basta, pois existe algo limitando a realização dos seus sonhos e impedindo o seu sucesso.

O que acontece é que tal comportamento já está aprendido e se tornou automático, dessa forma, sempre que você se deparar com situações que não gosta, inconscientemente age de forma inadequada, pois o comportamento é estimulado por um conjunto de fatores inconscientes que faz você agir como age! Veja a imagem a seguir.

 

A boa notícia é que comportamentos indesejados podem ser mudados, assim como em outras áreas podemos treinar e desenvolver, acontece a mesma coisa com comportamentos, também é possível mudar e ser mais tranquilo, focado, pleno e feliz.

Mudamos por duas maneiras, por repetição ou por um forte impacto emocional. Sendo assim, com base em estudos comprovados pela Neurociência, Psicologia, Programação Neurolinguística e Coaching, existem técnicas e ferramentas que podem auxiliar nesse processo de transformação e que através de muito treinamento, a mudança acontece e o novo comportamento passa a ser natural.

Para auxiliar no processo de mudança, vou citar os 4 estágios de aprendizagem. Essa teoria foi desenvolvida nos anos 70 por Noel Burch e é utilizada para aprender uma nova habilidade, por isso é possível mudar um comportamento através de um processo de aprendizagem.

 

PRIMEIRO ESTÁGIO

O primeiro estágio de aprendizagem é a Incompetência Inconsciente, quando você não sabe que não sabe. No caso de comportamento, você não tem consciência ainda que o comportamento indesejado está atrapalhando a sua vida e continua agindo da mesma forma. Por mais que disseram para você, isso ainda não é consciente, pois você ainda não aceita a mudança.

Nesse estágio, você pode se fazer algumas perguntas, para identificar se tem algo atrapalhando.

  • Por que não consigo finalizar minhas tarefas?
  • Qual comportamento inadequado está atrapalhando o meu sucesso?
  • Qual comportamento que tive que me fez perder aquela oportunidade?

Existem inúmeras perguntas que podem ser feitas e também para alguns casos, pode ser que já ocorreu feedback a respeito dos comportamentos, por exemplo, ser desorganizado, falta de pontualidade, impaciente, comunicação inadequada, indisciplina, trabalhar em equipe, ser proativo, iniciativa, liderança etc.

Nesse primeiro momento, o importante é identificar qual comportamento está prejudicando alcançar o objetivo e feito isso, partiremos para o segundo estágio.

SEGUNDO ESTÁGIO

O segundo estágio é a Incompetência Consciente, quando você sabe que não sabe. Nesse estágio, você já identificou o comportamento que está atrapalhando sua vida, fazendo você patinar e não chegar aonde quer, chama-se incompetência, pois ainda você não sabe como mudar e adquirir o novo comportamento, mas já sabe que precisa, por isso é que é consciente.

Nesse estágio, sugiro usar a ferramenta perdas e ganhos, utilizada em processo de coaching, para ajudar você a decidir se vai mudar ou não.

  • O que você ganha se mudar esse comportamento?
  • O que você perde se mudar esse comportamento?
  • O que você ganha se não mudar esse comportamento?
  • O que você perde se não mudar esse comportamento?

Quando conseguir identificar o comportamento, está pronto para o próximo estágio.

TERCEIRO ESTÁGIO

O terceiro estágio é a Competência Consciente,  quando você começa, experimenta e pratica o novo comportamento, ou seja, a fase da grande mudança.

Para ajudar nesse treinamento, vou sugerir a técnica de âncoras, modelagem, ponte ao futuro e afirmações positivas.

A técnica de ancoragem pode ser feita de maneira natural ou artificial. De maneira natural a pessoa revive um evento importante que lhe trouxe emoções positivas com o comportamento que deseja mudar ou ela busca uma sensação positiva e associa ao comportamento que deseja mudar, repetindo o evento várias vezes até criar uma associação.

Para disparar a âncora é preciso criar um evento que seja único e fácil de ser realizado. Tocar os dedos de uma maneira não muito peculiar pode transformar-se em uma ótima âncora relacionada à cinestesia. Algumas pessoas escolhem falar determinadas palavras o que transforma a âncora em auditiva. Disparar gatilhos mentais tem o intuito de fazer com que a âncora fique melhor e dure por mais tempo.

No caso da modelagem, buscar alguma pessoa que conheça e que seja excelente no comportamento que quer  mudar, modelando essa pessoa, pensando como ela pensa e agindo como ela age.

Feito um dos processos acima, se imagine sempre essa nova pessoa, com esse novo comportamento e faça repetidamente, sempre que se deparar com situações que exija esse novo comportamento. Aqui entra uma briga interna, pois o inconsciente vai tentar atrapalhar o consciente, trazendo a ação do comportamento antigo, mas é necessário se manter firme e buscar os recursos internos para conseguir ter esse novo comportamento.

Outra situação muito interessante no processo de mudança são as afirmações positivas, por exemplo:

  • Ao invés de dizer não vou mais ser desorganizado, diga sou organizado, consigo manter tudo no lugar.
  • Não vou perder a paciência com aquela pessoa e sim, sou paciente, mantenho a calma quando as coisas saem do meu controle.

Você pode criar quantas afirmações positivas quiser!

O grande segredo é se atentar às situações em que terá que usar o novo comportamento e treinar, treinar e treinar!

QUARTO ESTÁGIO

O quarto estágio é a Competência Inconsciente, quando você faz sem perceber. O comportamento se torna automático e natural.

“Somos o que repetidamente fazemos. A excelência, portanto, não é um feito, mas um hábito.” (Aristóteles)

Segundo a Neurociência, é preciso repetir pelo menos 21 vezes, pois o cérebro será reprogramado e o comportamento passa a ser automático, já que quando você repete a ação muitas vezes, o cérebro cria um caminho neural que envolve os atos de pensar, sentir e agir. Depois que o cérebro é treinado o bastante para determinada situação, ele deixa de ser consciente e passa a ser inconsciente.

Aprender algo não é fácil, mas quando conhecemos o estágio e ferramentas que auxiliam nessa mudança, fica mais fácil, não é mesmo? Que tal começar agora?

Lembre-se sempre, o caminho se faz caminhando. Dê o primeiro passo e o poder lhe será dado!

Sucesso!!!

Rita Oliveira

Coach de Carreira e Realização Profissional
Profissional da área de Recursos Humanos
Bacharel em Administração e Psicanalista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *